Depois de cinco anos foragido, pagodeiro Evandro aparece no Fórum e desmente o filho

Acusado de provocar a morte da ex-mulher, em 2008, réu entrou no prédio às 11h50 pela porta da frente e se declarou inocente

Depois de cinco anos foragido da Justiça, o pagodeiro Evandro Gomes Coreia Filho, reapareceu e entrou no Fórum de Guarulhos, nesta quinta-feira (12), por volta das 11h50.

Ele foi preso e começou a depor às 13h30. Contestou a versão de seu filho Lucas, de 11 anos.

Lucas, que depôs no dia anterior, afirmou que o pai ameaçou a mãe e a ele próprio com uma faca, o que levou a ex-mulher a se atirar pela janela do terceiro andar de seu prédio e morrer.

Segundo Evandro, a faca estava originalmente nas mãos da própria ex-mulher, e ele a teria tirado das mãos dela.

Ainda segundo o pagodeiro, Andreia seria uma mulher “com muitos namorados”, mas ele não teria ciúmes dela, apesar da separação.

Evandro entrou pela porta da frente, de paletó e gravata, e foi direto para o interior do Fórum.

Evandro é acusado de provocar a morte da ex-mulher, Andreia Cristina Bezerra Nóbrega, e pela tentativa de homicídio do próprio filho Lucas, em novembro de 2008.

O  pagodeiro era um dos 21 criminosos mais procurados pela Polícia Civil de São Paulo e por isso foi preso imediatamente ao chegar no Fórum.

Andréia, que tinha 31 anos, morreu depois de pular do terceiro andar de um prédio na Rua Mena, no Picanço, em Guarulhos, onde estava com o filho, Lucas Macedo Nóbrega Correia, que na época tinha 6 anos.

Ela teria sido ameaçada por Evandro com uma faca. Conseguiu jogar o filho na marquise do prédio, segurando sua mão pela janela.

Lucas escapou da queda apenas com leves escoriações. Mas quando Andreia pulou caiu direto no chão e morreu no local.

Uma câmera de segurança de um prédio próximo captou o momento em que Andreia caiu no chão. Ela agonizou alguns segundos e morreu.

Poucos minutos depois, a mesma câmera mostrou Evandro saindo do prédio. Na imagem, ele olha rapidamente para o corpo de Andreia e se afasta. Esta foi sua última imagem em local público até chegar ao Fórum de Guarulhos, nesta quinta-feira.

Pela manhã, Evandra de Mello Corrêa, irmã do acusado, depôs e disse que Evandro não era um homem ciumento.

Evandra disse também que Andréia teria ameaçado ex-namoradas de Evandro por ciúmes e que ela teria cometido suicídio.

No dia anterior, o filho de Evandro e Andreia, Lucas, que hoje tem 11 anos, disse que no dia da morte da mãe, o pagodeiro estava com uma faca e “ameaçou explodir tudo”. Neste momento, ainda segundo o filho, a mãe conseguiu ir à janela e, segurando-o pelas mãos, jogou-o na marquise do prédio, onde o menino caiu quase sem ferimentos. Em seguida, ela mesma pulou, caiu no chão e morreu.

Confira o link da reportagem oficial (feita por mim) para o jornal Diário de Guarulhos aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s