Preconceito nosso de cada dia

Sabe aquela mania feia que todo ser humano tem de julgar algo/alguém sem ter ideia do que se passa? Então, infelizmente, também não sou diferente da grande maioria e passei por uma situação que me fez refletir muito sobre isso.

Ontem estava sozinha em casa por volta das 12h quando a campainha tocou. Achei estranho, não estava esperando nenhuma visita e todos da minha casa tem suas respectivas chaves. Assim que vi quem era pelo olho mágico pensei automaticamente “nossa, o que esse cara quer logo agora?”.

Estava concentrada fazendo um trabalho sobre religião quando fui interrompida pela campainha, o tema era judaísmo.

Assim que abri a porta, o porteiro do prédio – um senhor que tem dificuldade para andar – me pediu educadamente uma colher para almoçar.

No instante que ouvi aquilo foi como se eu tivesse recebido um tapa bem no meio da cara, fiquei alguns segundos sem reação e com vergonha de mim mesma por tê-lo julgado pelo que os outros haviam me dito, por simplesmente achar que ele iria me incomodar.

Tentei ser o mais amável e educada possível, sério, sem um pingo de ironia. Fui até a cozinha, peguei a colher – já que ele não quis um garfo – e entreguei.

Uns vinte minutos depois a campainha voltou a tocar, era ele para entregar a colher. Depois que a peguei ele me olhou e disse “Deus abençoe”.

Fechei a porta, sentei em frente ao computador para finalizar aquele texto enquanto a cena voltava em minha cabeça e meu coração ficava apertado. Eu me senti mal, de verdade.

Quantos de nós pregamos uma religião, independente de qual seja, pode ser cristã, espírita ou budista. Não interessa. A questão aqui é, quantos de nós pregamos e vivemos uma religião, participamos de eventos e travamos discussões para defendê-la, mas não temos o mínimo do necessário para por em prática aquilo que aprendemos. Não temos empatia, pensamos em nós mesmos, em nosso bem-estar.

Depois desse acontecimento pude ver, mais uma vez, o quão egoísta sou e como preciso melhorar como pessoa para quem sabe um dia poder dizer que tenho sido uma cristã genuína, aquela que cumpre os passos de Jesus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s